Primeiros trampos (05-01-2014 até 11-01-2014)

Uma das primeiras coisas que fiz foi fazer uma cata manual dos caramujos africanos. A quantidade aqui, principalmente no quintal atrás da casa, é bem elevada. Eles podem fazer o sonho de construir uma horta ir por água-baixo. Fiz uma rápida pesquisa na internet e recomendo essa reportagem no site da Fiocruz sobre como lidar com esses animaizinhos. Segundo ela, a preocupação com a inserção dos caramujos no nosso habitat está relacionada também com desequilíbrio ambiental e diversidade, já que eles não são muito seletivos no que comem e por não terem um predador natural.

20140106_092346Boa parte da madeira entulhada já estava bem apodrecida. Resolvi usá-la como material seco para a composteira. Com a mão mesmo fui desfazendo os pedaços de madeira e armazenei em uma caixa de plástico que eu já tinha. Com a ajuda do Marcus e de sua tico-tico, alguns pedaços de madeira mais resistentes foram cortados em vários pedacinhos para facilitar o processo de decomposição.

Escolhi um cantinho do quintal para fazer a composteira, seguindo mais ou menos as orientações daqui. Como base utilizei uma lajezinha (dessas que se compram prontas que vem junto com a caixa de esgoto) e para delimitar o espaço utilizei tijolos de alvenaria (sobras de obra). Ela ficou com mais ou menos 60cm X 45cm. Utilizei cimento somente para tampar os buracos dos tijolos, deixei-os  somente encostados uns nos outros. Preparei também uma tampa (provisória) utilizando materiais que eu já tinha em casa: tela, martelo, grampeador e cabo de vassoura.

Horta. O plano inicial era gerar terra boa com a composteira para começar a fazer alguns canteiros. E enquanto isso, eu plantaria coisas em vasinhos de planta, tentaria melhorar o solo e pensaria em uma solução para manter as gatinhas que tenho longe da horta (elas não podem ver uma terra fofinha revirada…). Mas ontem (11/01/2014), a Kika, namorada do meu irmão, veio falar sobre fazer uma horta, que tinha várias sementes e tal, já pensando em plantar direto no solo. Ainda não sei como farei (ou faremos). Falamos rapidamente sobre a composteira e ela lembrou que é uma prática bem parecida com a do banheiro seco que ela viu em um squat. São parecidas porque estão dentro do mesmo princípio, o da permacultura.

Mudinhas de coentro, alho e cebolinha (plantei a partir do que vende no supermercado mesmo)

Mudinhas de coentro, alho e cebolinha (plantei a partir do que vende no supermercado mesmo)

Primeiros dias da composteira

Primeiros dias da composteira

Acerola sem a erva-de passarinho.

Acerola sem a erva-de passarinho.

Quintal sem as madeiras entulhadas, mas com algumas ainda espalhadas

Quintal sem as madeiras entulhadas, mas com algumas ainda espalhadas

Cantinho da composteira

Cantinho da composteira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

—————– POST— EDITADO — 07 de fevereiro de 2014————————-

Um link sobre permacultura que achei no Jardim do Mundo bem melhor!

Anúncios